Menu

28 fevereiro, 2012

L'amour e outras coisas : Amor magro

Eu só não posso deixar de acreditar em mim , eu só não posso deixar apagar aquilo que em mim está vivo , ainda . Queria que acreditasse no que eu digo , queria que você sentisse como me sinto quando conto as coisas e você não se importa . Por tantas vezes eu tento mostrar-te o que em mim arde como o fogo e você meu bem , nem ai pro que está sendo pronunciado .
E com tudo isso eu só não posso deixar de acreditar em mim , nem nesse sentimento revirado que hora ama  hora odeia .

Ah meu bem eu tentei dizer mais você não quis ouvir , quero mostrar-te a verdade que há em mim ,a verdade que é mais profunda que o mar , a verdade que se esconde em alguma esquina da cidade .Aquela verdade que por muito tempo eu deixei de lado , eu só peço uma coisa acredite em mim . Volta pra cá deixa eu te mostra esse sentimento revirado que hora ama hora odeia . Esse amor magro que entre nós ficou , esse que ainda restou . Esse que ainda sinto é o mesmo que antes sentia , em cada batida do coração uma nova chance de recomeçar , então meu bem por favor acredite em mim .

O que restou foi esse amor magro que no nosso meio ficou , eu não sou nada demais nem algo de menos eu sou a quantidade perfeita aquela que encaixa em você . Mesmo com os meus defeitos a gente sabe que eu sou tudo o que você precisa ...
O ar não tem sido o mesmo sem a sua presença , os dias tem passado tão devagar , eu só queria te mostrar o resto do amor que ficou entre nós , esse amor magro que por vezes lateja quanto chove , quando faz frio quando o seu calor não se faz presente .


Lembra daquele beijo que até hoje ficou  conosco , eu sei que você pensa nele quando fecha os olhos . Eu sei que você pensa em mim nas horas vagas . Eu me lembro daquele beijo que até hoje ficou gravado em mim , o gosto dos seus lábios nos meus , seu corpo colado no meu . Então meu bem , eu só peço que acredite em mim,deixa eu te mostra como agente pode ser feliz , deixa eu te mostrar o resto do amor que restou , aquele que hora ama hora odeia , deixa eu mostrar esse sentimento revirado , deixa eu mostrar esse amor magro . 

3 comentários:

  1. Amei o texto. Acho linda essa expressão 'amor magro'. Viu na música de bon iver também?fico viajando no sentido dela. E olha só, deixou suas palavras ainda mais magníficas. Adorei. Beijos, Bia.

    ResponderExcluir
  2. Ameeei o texto e o seu blog tbm, você escreve muito bem,parabens,ja estou seguindo,bjos

    Te convido para conhecer o emu blog ,fique avontade para seguir de gostar,ficarei grata

    http://toquaseprontaprasair.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Se você chegou até aqui é por que de alguma forma você gostou.Esse espaço é seu,me diga o que você achou , me dê sua opinião a respeito do que leu , sera importantíssimo pra mim e pro blog.Deixe seu comentário e o link do seu blog quem sabe eu apareça por lá ;)

Ps: por favor não faça comentários do tipo;me segue,comenta,segue de volta.Eu sigo sim,mais eu sigo os blogs que eu gosto,eu comento sim,só deixa o link do blog e sua opinião sobre o blog...Eu retribuo de acordo com o que você posta,então se leu e gostou comente,se leu e não gostou comente,se leu e não comentou eu fico na curiosidade ,rs .
beijos ♥